Se você não paga por algo, o produto é você

O Facebook apresentou para todos os usuários o novo “Feed de Exploração”, que é na verdade uma versão alternativa do feed de notícias. Essa versão já estava sendo testada por alguns usuários beta, e mostra para o usuário postagens de páginas que ele não curte, mas que podem ser interessantes. Por exemplo, você curte a página de um canal de TV –  é provável que apareça no “Feed de Exploração” alguma postagem de um programa que passe no canal em questão, mesmo que você não tenha curtido a página do programa.

Paralelamente o Facebook fez um teste em alguns países: um feed em que eram separadas as publicações de pessoas das publicações de páginas. Com esse tipo de distribuição surgiu o temor que páginas que não patrocinem suas publicações seriam grandemente afetadas, pois havia dúvida quanto ao interesse do Facebook divulgar publicações sem investimento. Ou seja: Só publicações pagas seriam exibidas.

Rapidamente o Facebook respondeu que esses testes estão sendo feitos em uma parcela mínima de usuários e que não há planos para adotar esse tipo de feed em um futuro próximo. Então, caiu mais uma teoria da conspiração.

Só que na verdade o alcance orgânico é algo que para 99.99% das páginas já está enterrado há muito tempo (a exceção são páginas com conteúdo MUITO forte, sites de notícias, etc.). Desde 2013, o Facebook vem derrubando o alcance orgânico: se antes chegava a cerca de 20% da base de usuários da página, hoje muito dificilmente atinge 3%.

O pessoal do Facebook deixou claro que nunca vai cobrar para que seus usuários vejam posts dos amigos, família, etc. Mas se esse mesmo usuário tem um negócio e pretende ganhar dinheiro usando as ferramentas do Facebook, terá que investir em ADS. Não tem almoço grátis. Se você não paga por algo, o produto é você –  simples assim.

O Facebook é sem dúvida a melhor ferramenta de comunicação para pequenos negócios, que não tem verba para colocar um anúncio na TV, rádio ou jornal. É bem mais barato que que as outras mídias com uma segmentação bem mais assertiva. Então, por menor que seja a sua empresa é interessante que em vez de confiar no “seu sobrinho” para cuidar da página, que procure um profissional qualificado que saberá usar todas as ferramentas para que as publicações cheguem ao maior número de pessoas pelo menor custo. Desconfie sempre que alguém se apresentar como profissional de “social media” e não mostrar como será feito o investimento de ADS. Frequentemente vemos páginas com conteúdo muito bem feito, mas com duas curtidas no post (da pessoa que postou e do dono da página).

Então, na real: não, o Facebook não vai acabar com o alcance orgânico. Só que ele está tão reduzido que não faz diferença alguma para as páginas comerciais. Invista sua verba de marketing com pessoas que saibam como valorizar seu negócio, sem apresentar uma conta surreal no final do mês. Gostou? Fale conosco! A Parla, Donna administra hoje quase uma centena de páginas de clientes, com retorno consistente e condizente com a verba de ADS. Não acredita? Fale com nossos clientes.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *